Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

Estou na fase do tal diário Su:)

Ontem foi uma daquelas noites em que a preguiça impediu um chorrilho de palavras!
Estava deitada e as ideias orbitavam enlouquecidas aqui na minha cabecinha, tentava filtra-las mas nunca em altura alguma consegui ordenar as produtivas e descartar as que não se enquadravam nos últimos acontecimentos da minha vida!
Honestamente sempre me considerei uma pessoa de sorte, não sou mal formada, não tenho tido grandes tragédias na minha vida, não sou negativa nem taciturna, não vivo com grandes dificuldades mas também não sou de grandes ambições materiais.
Admito que em muitas fases da minha vida adoptei uma postura um pouco intolerante fruto duma mimalhice que nunca consegui despegar:) e que me levou a lidar muito mal com as contrariedades. No entanto este grande problema acabava sempre por ser compensado com uma capacidade imensa de não ficar a remoer assuntos nem amarguras!
Neste ultimo Domingo surgiu-me uma situação que me faz não conseguir dormir há duas noites. O meu filho mais novo foi atropelado e ficou todo escaqueirado. As circunstâncias não são relevantes agora mas como ele não estava a meu cargo é lógico que no calor do momento foi algo que me inquietou e que me mostrou um ligeiro abrandamento dos meus conhecidos maus fígados!
Estaria a mentir se dissesse que fiquei calminha e condescendente mas foi algo mais rápido do que o habitual, uma tomada de consciência que por norma chega tardia e que desta vez não me deixou esticar uma corda habituada a rebentar.
Passado o susto, o pânico, o medo enorme do que não foi mas podia ter sido, o trauma duma noite comprida e repleta de dramas, passado tudo isto chego à conclusão da extrema importância da influencia de pessoas bem formadas na nossa vida!
Não há duvida que há quem nos torne melhores seres humanos, pelo menos eu sou excessivamente impressionável pelo carácter de quem esta a meu lado!
Não há duvida também que muitas vezes esquecemos de valorizar o que é realmente importante, que perdemos tempo com acusações ridículas e fatalmente desnecessárias, que nos momentos de dor optamos por uma revolta inútil e desprezamos a angústia dos outros tão empenhados que estamos em disparar as tais acusações!
Dois dias volvidos duma tarde e noite inverosímeis (ainda hoje é assim que penso naquilo) sinto agora uma tranquilidade que me deixa quase orgulhosa. Porque a certa altura deixei sobressair o melhor que há em mim, porque deixei transparecer o que realmente é importante na minha vida…
A ti papá…não evidencio muito o quanto me orgulho do pai e amigo que és mas sei que sabes que gosto muito de ti e que se muitas vezes sou uma cabra insensível é porque tu me dás confiança para tal:).
A ti amiga…és rápida no gatilho e não és uma surpresa, és um conforto e um descanso incondicional na minha vida!
A ti Carlos…bem, amo-te enquanto amar e o resto é conversa!
 
música: Polque eta é a tua muxica plefelida!

Inventado por alexiaa às 03:06
link do post | favorito
De Alexandra a 25 de Novembro de 2007 às 22:28
Que ganda susto amiga!!!

Pois é, por vezes temos que passar por determinadas situações para nos apercebermos do quanto nos modificamos, seja porque razão fôr!

Já tinha saudades de te ler!!!!! :)

Beijocas e obrigada pelas tuas palavras.

Boa semana! ;)



Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!