Terça-feira, 21 de Novembro de 2006

Afinal até quero...

Este é um frio de pavor, um arrepio que se instala com o receio de não voltar a sentir-te transpirado, um formigueiro que me assusta de tão sentido que é!
No entanto estou bem! Não quero de todo que te preocupes…
Estou gélida, estremeço sem o desejar sempre que me foge o calor das tuas mãos, sempre que se ausenta o ardor do teu beijo imenso!
Não te inquietes, não te consumas…
Mal suporto estas falhas de temperatura bruscas, consome-me não saber como vou sobreviver as noites sem “febre”, as manhas impetuosas, aos dias abrasivos!
Aguenta, não sofras, não tentes…
 
Dói sentir-me perdida, amada mas não tocada, desejada mas não alcançada!
Magoa profundamente tentar “agarrar-te” e escorregares-me contrariado, almejar percorrer-te e escapares-me frustrado!
Estou incapaz de sobreviver a esta agonia, mal resisto a estes dias…
 
Preocupa-te comigo, inquieta-te, consome-te de dor, sofre por nós…tenta arduamente…regressar!!!
 

Inventado por alexiaa às 19:38
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De imensa a 28 de Novembro de 2006 às 16:15
volta...


beijo imenso


De gostomuitissimodeti a 28 de Novembro de 2006 às 16:16
"porquê você me deixa tão solto..."

gostomuitissimodeti


De miguel a 28 de Novembro de 2006 às 22:43
minha querida
tive um problema no meu blog
mudei de endereço para:
josemiguelferrer.blogspot.com
beijos,
miguel


De Lobo Solitário a 8 de Dezembro de 2006 às 20:24
Estou de volta


Comentar sem frete

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter