Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2006

Escutar eu escuto...

Pergunto-me hoje mais do que nos outros dias se incomoda mais dizerem-nos algo que nos aborreça ou não dizerem aquilo que por um motivo ou outro queremos ou precisamos de ouvir.
De início pensei que não seria fácil fazer aqui uma escolha mas como nunca resisto a “despir-me” indecorosamente, eis que milagrosamente ficou claro o que é mais difícil para mim contornar.
Se alguém diz algo que me aborrece nem sempre reajo da mesma forma mas quase sempre reajo de imediato e principalmente com frontalidade. Não é difícil para mim mostrar o meu desagrado, disparatar represálias, e confrontar directamente o ou a autor(a) da afronta.
Quando alguém não diz o que espero ouvir…aqui temos um problema mais sério. A reacção pode variar dependendo do tamanho da expectativa. Posso ficar agressiva, deprimida, calada, nervosa…mas sou sempre incapaz de ser frontal.
Admito que seja uma total incapacidade de lidar com as contrariedades inesperadas, haverá certamente uma explicação que não evita o sufoco que é ficar surpreendentemente pendente à espera que digam o que tenho imperiosamente de escutar.
No final há ainda consequências diferentes para ambas as coisas. Enquanto que sendo directa exorcizo de alguma forma os aborrecimentos e fico preparada para voltar a ser o que era, quando não o faço há realmente consequências. Sem saber bem porque sinto uma necessidade fortíssima de refrear vontades, inibir reacções, quebrar cumplicidades…
Sei sem duvida o que é mais difícil contornar, sei o que me causa mais mau estar, sei o que me põe mais caída….mas sei também que quando não nos dizem o que esperamos ouvir, provavelmente é porque o melhor caminho é mesmo resguardarmo-nos um pouco. Afinal, tudo está bem quando acaba bem!


Inventado por alexiaa às 01:53
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 01:08
É essa mistura agri-doce que tem piada...:)
O 8 e o 80! Um magnífico par de inadaptadas reacções e sempre inesperadas! O que é previsível é chato e enjoa!
Beijo
penumbra
(http://penumbra-o@blogspot.com)
(mailto:napenumbra@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 00:04
Entre a verdade dura e a doce mentira, sempre escolhemos (de uma maneira académica) a primeira. Gostamos pensar em nós, como personalidades suficientemente fortes para aguentar qualquer "bujarda" que nos lancem para "nosso bem". Mas a realidade é bem diferente. Como muito bem expuseste neste texto, são as nossas reacções usuais que irão condicionar o tipo de coisas que ouvimos. Pois todo o discurso tem por fim causar uma reacção em quem o ouve. Por vezes penso que a melhor maneira de reagir, tanto às verdades como às mentiras, é com uma "cara de poker", até pelo menos, ser desvendado os motivos de quem nos atiça. A verdade dura tem por mérito colocar-nos no nosso devido lugar; a doce mentira alimenta-nos o ego quando este está em baixo e precisamos de algo que nos anime; mas o pior de todas, é a mentira cruel... aquela que é lançada friamente com o único intuito de nos atingir, ferir, matar. Para esta, todas as reações são perigosas. Um beijo e grato por teres partilhado este teu "desnudar".Pagan
(http://paganheart.blogs.sapo.pt)
(mailto:henriquemoreira1@hotmail.com)


De Anónimo a 19 de Janeiro de 2006 às 23:44
por vezes é bom ouvir o que não gostamos, pelo menos é sinal que alguém nos tenta chamar atenção. pois e aceitar o facto de ânimo leve? é o aceitas...:) um beijoimensa
(http://imensa.blogspot.com)
(mailto:filintam@gmail.com)


De Anónimo a 19 de Janeiro de 2006 às 16:10
Boa tarde Alexia * Bem confesso que tb não gosto muito que me digam aquilo que não quero ouvir mas...;) Tento aceitar especialmente quendo no fundo no fundinho sei que não tenho razão...Personalidades e feitios;) no meio de tudo tentamos ser um pouco humildes. Obrigada pela tua visita és sempre bem vinda. Beijo n´oteudoceolhar***oteudoceolhar
(http://oteudoceolhar.blogs.sapo.pt)
(mailto:joanstar@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Janeiro de 2006 às 10:14
Quando não nos dizem o que queremos ouvir, das duas três: ou são pessoas efectivamente distraidas (hipótese menos provável);ou não tem nada para dizer (pouco provável também); ou não estão para se comprometer com as palavras (hipótese mais frequente...); De qualquer forma, penso que o "resguardo" só dá vantagem à outra parte...!! Nada como meter tudo em "pratos limpos"... :) BeijoEssa_Miuda
(http://www.sonhadorainata.blogs.sapo.pt)
(mailto:Essa_Miuda72@hotmail.com)


Comentar sem frete

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter