Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2006

...

3

Sentia-se como se estivesse em frente a uma aparição. Um estranho prazer apertava-lhe as entranhas, quase como se quisesse empurrar para a frente o momento em que iria finalmente tocar nos cogumelos que lhe haviam condicionado a vida durante os últimos anos, que lhe tinham controlado sonhos e desejos. Por fim, com deferência, tocou nos fungos. Sentiu a penugem que os cobria, a resistência pouco comum no vegetal. Com cuidado, partiu o tronco putrefacto de forma a poder meter os cogumelos na caixa que havia meticulosamente escolhido para esse fim, ainda em Londres. Depois de ter o seu tesouro devidamente acomodado, saiu da palhota ao encontro da penumbra Africana.

Passou em frente à palhota onde tinha encontrado o ancião. Hesitou, mas acabou por entrar de novo. O homem não se havia mexido desde a sua partida, estando sentado ainda na mesma posição com o olhar errático, vazio. Sir Michael colocou-se bem à sua frente e, olhando-o firmemente, interpelou-o: “Tenho o que procurava. Vou partir!”. Parecia escusado, pois nada conseguia arrancar o ancião de seu torpor. Michael virou costas e preparou-se para sair da cabana. Não conseguiu evitar uma pequena pontada de frustração, debaixo da imensa alegria e excitação ao sentir o peso na caixa que trazia a tiracolo. Foi talvez essa excitação que fez que se lembrasse de rodar nos calcanhares, ajoelhar-se em frente ao velho índio, e abrindo a caixa quase com veneração, mostrar seu conteúdo. Ao fazê-lo, sentiu um frio a percorrer-lhe a espinha quando ouviu a voz gutural do velho no fundo do seu ser: “Não!”, gritou o velho, mas era um grito sólido, com todo o seu corpo, trazido à vida pela fúria que estava expressa nuns olhos pequenos que pulsavam de medo.


Inventado por alexiaa às 12:35
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Anónimo a 28 de Janeiro de 2006 às 02:36
Permita-me corrigi-lo... "O" Penumbra..."O"!!!
Que felizmente nasci com um John Tomas bem activo entre as pernas!
Vou procurar outro blog... agora um que tenha textos sobre as "Ilhas adjacentes" como diria o outro Sr.que caiu da cadeira.
Fartei-me da estrada picada... e a Damaia aqui tão perto...!
Beijo grande para a Alexia! :)Penumbra
(http://terceiro-esquerdo@blogspot.com)
(mailto:napenumbra@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Janeiro de 2006 às 11:39
...Esta tirada da penumbra contagiou-me com uma gargalhada de orelha a orelha, através da picada do mosquito do riso quente que vive em graças abertas e arejadas, sem humidades pantanosas e bem melhores que a quinina medicinal para o combate ao riso amarelo que nos abate pela desidratação dos excessivos suores de mau humor! Gostei desse apelo aos escritos do Mantorras! Com um beijo...Lourenço119
(http://.....)
(mailto:csonhador@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Janeiro de 2006 às 22:44
Não era aqui que deveria colocar o comentário que se segue, seria na (Re)Invenção a que chamaste de "Para bom entendedor...", mas como lá não consigo deixar o comentário, deixo-o aqui. As minhas desculpas. Então cá vai a Invenção que lá quis deixar: "A ilusão é uma droga por vezes demasiado perigosa de se dosear. Tanto nos dá a força para vermos o que queremos ver e assim acalentar a esperança de conseguir o impossivel, como nos cega, bloquando o bom senso, aquela restia de luz que teimamos esconder, para assim nos protegermos duma verdade que negamos. O cansaço tem destas coisas. Haja sempre esperança no dia de amanha!"menouv
(http://caminhoscruzados.blogs.sapo.pt)
(mailto:siulcosta@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Janeiro de 2006 às 19:26
3º fasciculo... (Mais um fasciculo e tenho a sensação que fico com Paludismo)

"DEIXEM ESCREVER O MANTORRAS!!!!!"
penumbra
(http://terceiro-esquerdo@blogspot.com)
(mailto:napenumbra@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Janeiro de 2006 às 19:25
3º fasciculo... (Mais um fasciculo e tenho a sensação que fico com Paludismo)

"DEIXEM ESCREVER O MANTORRAS!!!!!"
penumbra
(http://terceiro-esquerdo@blogspot.com)
(mailto:napenumbra@hotmail.com)


Comentar sem frete

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter