Sábado, 17 de Novembro de 2007

Faz-se o que se têm de fazer!

Estas foram as cartas não passíveis de comentários.
Não foram cartas que escrevi durante alguns dias mas sim cartas que correspondem a um só dia, a muitos estados de espírito…
Soube-me bem “escancara-las” aqui. Permitiu-me descansar de algo inconfessável num dia como o de hoje. Porque até para me expor necessito do dia ideal!
Sem vergonha admito que não ando concentrada, custa-me decidir entre sentir-me liberta dum presente que me faz ora feliz ora desalentada, ou dum futuro insonso de emoções, oscilo entre euforia e lágrimas escondidas que cada vez menos partilho com amigos.
Este é só o texto que reabre a época de comentários, uma tentativa minha de responder de forma civilizada, um esforço para me inteirar da existência de outras pessoas e do que elas andam por ai a experimentar, uma vontade de tornar menos secreta uma estranha forma de sentir.
 A quem me lê e reclamou de não poder comentar através do mail está de volta essa opção, não peço desculpa porque não me parece fazer sentido um pedido de algo do qual não me arrependo!
A quem me lê e comenta porque espera visitas em troca não me parece sensato continuarem a aparecer, não sou assídua na net e tenho temporadas enormes que não consigo escrever duas palavras direitas, muito menos para comentar os outros!
E tinha imensas frases começadas por “ a quem me lê” mas quando as antecipo na cabeça acho-as sempre um pouco ofensivas e a verdade é que a maior parte das vezes não tenho intenção de ser arisca…mas sou!:)
Assim sendo resta-me fazer a pintura de guerra na cara que acarreta sempre um belo nariz vermelho e sair para a rua…
música: In My Secret Life

Inventado por alexiaa às 15:50
link do post | comentar | favorito
19 comentários:
De V.A.D. a 17 de Novembro de 2007 às 22:16
Estou de integralmente de acordo contigo, quando dizes que não tens de pedir desculpa por uma decisão que só a ti te diz respeito. Li as cartas, mas não as vou comentar exaustivamente aqui, num espaço de opinião relativo a um outro texto. Digo-te apenas que se sentia essa feroz mutabilidade de estados de espírito, enquanto eram lidas...
Relativamente a ansiedades, que posso eu dizer? Achas que me fica bem referir que todos padecemos desse mal...? Ehehehe :-)
Gostei de voltar a poder comentar o que escreves; creio que sabes que o faço apenas porque gosto de te ler...
Desejo-te um excelente final de sábado.

Um beijo... :-)


De alexiaa a 20 de Novembro de 2007 às 18:24
Não sei se padecemos todos desse mal:), ha certamente pessoas com uma capacidade extraordinária de o...disfarçar!
Tambem gosto de ter por aqui!

Outro...


De Emanuela a 18 de Novembro de 2007 às 01:02
Olá. Li algumas das tuas cartas e confesso-te que em alguns momentos procurei o espaço para comentar.
Mas entendo bem o que dizes aqui. E achei interessante observar que sempre por detrás de uma imagem que passamos, de fortes e seguras, normalmente nada mais é do que as defesas que precisamos para resguardar nosso eu mais frágil.Gostei de conhecer tuas facetas.
Beijinhos!


De alexiaa a 20 de Novembro de 2007 às 18:26
Hum...não sei se conheceste as minhas facetas, as vezes sou uma "mentirosa" :).
De qualquer forma concordo que muitas vezes endureçemos o olhar...mas tambem acho que sabemos exibir quando nos dá jeito uma fragilidade que não existe. Eu..é para o lado que acordo:)

Beijinhos e bem vinda!


De ideias a 18 de Novembro de 2007 às 20:54
Complexo em todas as vertentes. Difícil de entender ou não seja eu de "Ideias Simples". Blogar e esperar que ninguém leia nem comente? Ainda por cima com a qualidade da escrita? Ou então é "querer sem querer". E as pinturas de guerra... Não vale a pena. Guerrear cansa mais do que viver em paz. Ah! e nem deixo link dos meus blogs! Percebe-se bem porquê! Sê feliz porque todos merecemos.


De alexiaa a 20 de Novembro de 2007 às 18:29
Descobriste-me a ...intenção, conquistei imensas intimidades com o facto de estar somente disponivel por email:))).
Não sei se percebeste a minha pintura de guerra mas isto dos blogs é giro é assim, com mal entendidos:)

Quero o link de volta nos comentarios, das-me muito trabalho desta forma!

Bj


De diva a 19 de Novembro de 2007 às 11:35
Surpreendem-me os teus actos... Gosto de como viras o jogo, mesmo de nariz vermelho na rua. Sinceramente... Derrapei nas tuas palavras das cartas anteriores. Nao senti necessidade de comentar, nem reparei na falta de espaco de tao preenchida que estava com teus gritantes escreveres. Servi de encaixe para muito do que escreveste. Lacrei o que li. Apenas isso.
Bjs meus


De alexiaa a 20 de Novembro de 2007 às 18:31
Surpreendeu-me o teu comentario. Não que te ache "incapacitada" nesta arte mas este teu comentario esta na minha opinião muito interessante...e mais tambem não digo:)

Bjo


De pedro alex a 19 de Novembro de 2007 às 12:36
Curiosidades:
- "O que fazer?"
- "Faz-se o que se tem que fazer"

Nota:
"cada vez partilho menos com amigos"
- Tá dificil sim Sra., mas que os há, há.

Comentário:

Dum a sete, ups de I a VII , gostei miles prncipalmente por não dar aso a comentários. São sete textos muito bons em que os comentários, francamente, seriam palha. Ao 3º deixei de os ler, deu para perceber que vinha rajada de vento, ups, posts, ups, textos. Li-os depois de catadupa, afinal é assim que gosto de te ler, tudo o resto são tretas.
Bjs PQM i.e. posso quero e mando ( lol )


De alexiaa a 21 de Novembro de 2007 às 03:15
Já comentei a tua curiosidade:)

A tua nota é uma verdade que nunca neguei, as vezes é opção ficar caladita...dá menos trabalho:)

Responder a comentario sem frete:

Miles é o meu MEME actual:)), tudo o resto é treta!

Beijo retribuido com esse vigor com que foi enviado, acho graça quando te impoes:))


De Su a 19 de Novembro de 2007 às 14:29
Ahahahah... eu que me afastei tb daqui por uns tempos, … enfim tudo normal..., fiquei meia perdida com este ultimo texto, vai dai, senti-me na obrigação de voltar a traz e ler-te, admito até, sorvendo-te de fio a pavio... para depois voltar aqui e finalmente te mandar uma daquelas minhas lambidas escancaradas de 1ºs intenções, incrível como as vezes estamos terrivelmente em sintonia! Aiaiai È esta puta de vida q dá comigo em doida pá! Só me vem á cabeça uma resma de calões, cada um pior q o outro, e nada… n os posso gritar em voz alta, n me cai bem… ah! disse-me uma amiga psicóloga no outro dia, q n há nada melhor para aliviar o stress, depois disso só mesmo escrever um diário, daqueles q se guardam de baixo da cama… ela ainda n esta na era dos blogs, mas é boa rapariga! :)))))) ja pensei até em abrir uma empresa de consultoria, quer ser feliz? Temos a solução! Blablabla, hoje em dia tudo se compra mulher, ha antidotos até para gente melga.


De alexiaa a 21 de Novembro de 2007 às 03:18
E diz o PA que eu escrevo de rajada, dass que tu disparas palavras a uma velocidade estonteante...de tal forma que até me influencias os titulos:)

Uma marreta...volto a oferecer-me para te tratar dessa(e) melga:)

Apetecia-me tb repetir a piada da lambidela mas isto aqui é um lugar de respeito e eu estou a perder a credibilidade, não tarda sou inundada por selinhos encantados e premios florescentes:))

Beijo recatado:))


De Su a 21 de Novembro de 2007 às 07:19
Títulos assim fazem o pessoal corar de inveja! :)Beijos recatados, nada de asneiras, mas isso não é o q s faz todo o santo dia(!)…, arrrr, nem aqui me deixam abrir as asas! Sou aquariana mulher! Tenho esta mania das grandezas sentimentais! Q posso fazer!!?? Qd me dá na telha para “imaginar” lambidas malucas, dá-me pronto!

Obg. Pelo apoio com ou sem marreta, Olha, abaixo os melgas (!), ah e acredito q tb os tenhas, eles estão na realidade por todo o lado, espalham-se como uma espécie de vírus... pessoas aparentemente muito muito certinhas e com a presunção de serem muito educadas, e muito bem colocadas, pessoas muito atentas e de dedo lavantado, normalmente acham-se mais inteligentes q os outros, pseudo intelectuais ou coisa q o valha, enfim, as vezes, só as vezes farto-me destas espécies, enfim haja alguém a rezar por eles,... mas ta tudo normal, …., continuando, ah! escrevo assim pq n faço pausa p pensar elaborado, e quando m lês, ja sabes, vai tudo junto como esta dentro do embrulho…,as vezes nem eu me aturo!

:) Beijo discreto, daqueles seguidos de sorrisinhos aos saltos… por falar em saltos! ??Ah, pronto, já estou a falar de mais… bou-me azul! Contente por teres pensado em começar um diário.


De Diva a 20 de Novembro de 2007 às 09:13
Ninguém pode vir cá comentar esperando apenas a retribuição do comentário porque eu penso que ler-te faz bem a qualquer um e acaba por ser um prazer. Eu fico sempre uns tempos sem andar nos blogs mas sempre que aqui volto leio todos os posts em atraso.Assim li todas as tuas cartas e mais uma vez gostei do que li:)E acima de tudo gosto da tua personalidade frontal e sincera.Quanto à minha falta de inspiração,sim,é verdade,andei as voltas para escrever algo mas, como aqui dizes,não consegui escrever duas palavras direitas;)
Boa semana
Beijokas 1000


De alexiaa a 21 de Novembro de 2007 às 03:21
Poder até podem...eu é que me aborreço quando sinto que é isso que tras cá as pessoas:)
Quanto à inspiração...é uma melga do caraças...se calhar é dessa que fala a Su:))

Boa semana tb para ti e beijinhos miles


De mochofalante a 20 de Novembro de 2007 às 11:42
Este é o verdadeiro livro aberto sem dúvida

beijocas


De alexiaa a 21 de Novembro de 2007 às 03:22
Não convinha ser o em branco:))), já basta algumas contenções lá por fora:)
Eu sou mesmo uma desbocada a falar da minha vida:))

Beijocas, já vi que as ferias foram optimas!


De igara a 10 de Janeiro de 2008 às 11:13
Alexia... Hoje estou de novo com vontade dos comentários. Também eu tenho andado com problemas de concentração, e definitivamente escondida na minha concha. Saio para matar saudades e especialmente para ler coisas que me façam sentir. Sempre tiveste essa particularidade de me envolver e muitas vezes ao ler-te senti que me via a mim... sei lá... Os textos, anteriores, os tais que não se podiam comentar... na verdade, nem tinham muito que dizer. Tudo o que se escrevesse, seria como rascunhar coisas só tuas, sentires teus... não faria mesmo sentido acrescer-lhes mais nada!
Para ti, beijinhos repenicados.... e abraços, apertados... :) sei que a ausência foi minha, mas apesar disso... tinha saudades tuas :)


De alexiaa a 11 de Janeiro de 2008 às 17:24
Nem sabes o quanto gosto de te ver por aqui. Não é que a tua escrita não me faça falta mas como sou egoista confesso que ler-te adivinhando o que escrevo é uma delicia:)

Beijo princesa:)


Comentar sem frete

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter