Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007

VII

É receber-te tremula de ansiedade, abraçar-te sequiosa de calor, consumir-te desvairada de paixão!
É chorar desesperada por não te sentir, esperar-te sem fim resignada com a dor duma chegada improvável.
É ouvir-te com promessas que me embriagam, beijar-te saboreando um aroma que me excita, observar-te em silêncio extasiada com a tua dedicação.
É trincar-te de raiva por não te saber resistir, parar de viver porque estás demorado, sentir-me endoidecer todas as noites que não apareces!
Ai amor…amar-te foi bom hoje de manha quando acordei a teu lado e o meu mundo brilhou imparável.
Mas amor…amar-te é mau agora porque sofro com a tua ausência, porque não há ninguém que te substitua nos meus sonhos!
Ainda assim amar-te é reconhecer dentro de mim um número ilimitado de emoções, de atitudes, de dúvidas e de certezas!
É fazer-te companhia sem esperar nada em troca, entregar-me sem reservas a um momento fugidio, devorar-te desenfreada sem pensar que amar-te é…
Adormecer constantemente num vazio angustiante, deambular transtornada pelos dias sem fim, atravessar-te numa transparência que me desconcerta.
 
Amar-te faz-me bem?
 
 
 

Inventado por alexiaa às 21:29
link do post | comentar | favorito

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter