Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Pre...liminar!

Cada vez que penso no quanto era improvável há uns meses atrás estar aqui sozinha…sorrio chorando!
E no meio deste estado ambíguo escrevi-te umas cartas, e no meio de lágrimas oscilantes pensei constantemente em ti!
E regressei por momentos aos teus braços…morri de saudades quando mais uma vez te perdi, absorvi-te até à exaustão estes últimos dias!
Agora sinto-te quando me toco, pertences-me sempre que me acaricio, comovo-me sempre que me cheiro “atestada” de ti.
Sei de cor o que se segue…de tal forma que no meio duma tristeza antecipada não evito sorrir de resignação.
Nada muda neste mundo onde estou sempre apaixonada por ti.
 
As cartas amor…seguem sem possibilidade de comentários. Ridículas, provavelmente incorrectas ortograficamente, escritas a eito e sempre de coraçãozinho alvoroçado!
Porque amar-te é a reinvenção do século!
 

Inventado por alexiaa às 14:38
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De Anónimo a 29 de Outubro de 2007 às 16:29
Olá,
Por momentos pensei que era eu que estava a escrever, este pequeno grande texto tocou-me bem no fundo.
Neste mundo, somos muito parecidos... tanta gente diferente com os mesmos sentimentos.
Obrigado, gostei muito do teu texto.
Bjs.


De alexiaa a 30 de Outubro de 2007 às 12:16
Ainda bem que te consideras capaz de escrever pequenos grandes textos, não sei se é isso que se pode chamar ao que escrevi mas tambem não me parece relevante baptizar o que é parecido ao de tanta gente!


De Su a 30 de Outubro de 2007 às 08:19
... e é assim amar, perdidamente, seres alma e sangue e vida em mim, e dize-lo cantando a toda a gente...

Bolas, mulher, que loucura a tua!
Tas feita oh bife!
N fosse esta vida, iaamos as duas passar umas semanas a cuba, ou por ai... as vezes o melhor é voar!

Uma tonelada de mimos pa ti.


De alexiaa a 30 de Outubro de 2007 às 12:18
Sou realmente louca:)))..o suficiente para "agarrar" essa tua fantastica ideia e quem sabe projecta-la para um dia destes:))

Beijoca alucinada!


De belzebu a 30 de Outubro de 2007 às 11:57

Ao lamber as feridas em momentos de fragilidade, normalmente encontramos forças, onde não era suposto haver. Em situações idênticas eu encontrei-as e estou certo que tu também as vais encontrar!

Aquele abraço infernal!


De alexiaa a 30 de Outubro de 2007 às 12:19
Ah...o truque então é lamber?:))

Please...não depreender fragilidade!

Gostei do abraço:)


De V.A.D. a 31 de Outubro de 2007 às 01:36
Até as coisas menos prováveis têm um lugarzito reservado no Grande Anfiteatro, e às vezes aparecem mesmo, para provocar um certo assombro, que me parece mais sorridentemente resignado que tristemente melancólico...
Seja como for, aqui sempre se pode comentar...
Formulo o desejo de que a tua noite seja muito agradável!

Um beijo...


De alexiaa a 3 de Novembro de 2007 às 12:00
Provavelmente as menos provaveis dão um espectaculo de luz e cor muito maior, exito de bilheteira na certa:)

Pronto..esta na altura de tambem eu formular qualquer coisita! Formular deriva do formal?:))

Beijooo


De pedro alex a 1 de Novembro de 2007 às 18:38
Há uma cena curtida do Cunhal sobre as cartas de amor, não me lembro, tenho para ali num livro dele, algures.
Olha, o século ainda vai curto, não te enchas de pompa julgando que descobriste a invenção do XXI, ainda é preciso pedalar muito.
Vai nas calmas doce mas dá-lhe nas curvas, assim é que tem graça.
BS i.e. bj secular


De alexiaa a 3 de Novembro de 2007 às 12:05
Gosto quando me colocas no meu lugar:))), espero que estejas certo baby:)
Hoje nem a direito nem nas curvas, estou naqueles dias em que ia tudo à frente...vou começar por uns "bezerros" que andam aqui a endoidecer-me:)

Beijo I, ou seja...intemporal



De diva a 2 de Novembro de 2007 às 09:52
Lendo-te lembrei-me deste poema do Pessoa:

"Cartas de Amor"
Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem,
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.
As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.
A verdade é que hoje
As minhas memorias Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
como os sentimentos esdrúxulos.
São naturalmente
Ridículas)
Bjs meus

P.S. Agora dei p isto... roubar palavras que nao sao minhas lol ;)



De alexiaa a 3 de Novembro de 2007 às 12:07
Pessoa as vezes também ficava um pouco "pirrónico" :))

As vezes mais vale "roubar":)), há para aqui cada palavra...ridícula:)

Beijo


De KI a 2 de Novembro de 2007 às 19:35
Sempre que caímos temos que nos reinventar, da
perspicácia e do talento  desse método surge uma nova força para que estas
palavras tenham força real.

Beijos.


De alexiaa a 3 de Novembro de 2007 às 12:09
Oh....isso é canja:))), pode não agradar a todos mas isso tambem já deixou de ser importante!

Beijos


De B a 3 de Novembro de 2007 às 01:42
E eu que ia comentar sobre as cartas de amor mas a Diva fez o favor de colocar aquele poema do Pessoa (o ganda maluco) e pronto já disse tudo.
Por isso apenas deixo um beijo e o desejo de um bom FDS.

PS: comecei a usar um perfume novo (enquanto a amostra durar), Police Uomo. Bastante bom... não sei porque disse isto aqui, talvez porque aqui os sentidos andam à solta.


De alexiaa a 3 de Novembro de 2007 às 12:12
E eu que ia argumentar cheia de pinta o teu comentario sobre as ditas cartas! Resta-me tal como tu desejar um bom fim de semana e dar um chuac!

PS: O meu esta a acabar!!! Não sei porque disse isto aqui mas se alguem me oferecer um já valeu a pena disparatar:))

Beijo sentido!! Nãaaaaa, beijo sem sentido:)


Comentar sem frete

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter