Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

A precisar das férias...

Um dia descobrimos que estamos apaixonados!
A sensação não preciso de explicar ser inexplicável, é um processo matreiro que não dá para evitar, uma espécie de moinha na cabeça que vai assentando aos poucos mas que tem uma dor muito específica e também ela incompreensível
Curiosa é a forma como medimos a intensidade da nossa paixão, nunca temos noção do tamanho dela até ao momento da primeira separação, primeira zanga, primeiro despertar alvoraçado…
E as vezes as coisas terminam. Porque não há reciprocidade, porque alguém morre, porque não têm que ser!
Faz-se o luto, chora-se muito, tenta-se sobreviver a uma dor que achamos na altura impossivel de suportar, que nos extingue, que assumimos eternas!
De repente lembramo-nos do amor que vivemos antes…daquele amor que acabou e que julgamos insubstituível, aquele amor que não vingou e que pensamos não voltar a ter!
E aqui é impossivel não parar de chorar…Afinal podemos ter mais que um grande amor na vida, é possível voltar a sentir incoerências entre o corpo e a cabeça, é viável ter prazer com outra pessoa e criar expectativas de um presente imenso de amor!
E é então aqui também que se torna impossivel compreender a saudade que sinto de ti! É nos dias de maior fé que não explico o cantinho que tens guardado na minha vida, a ilusão dum reencontro que não vai nunca acontecer!
 
Quando me esforço por te esquecer…apaixono-me numa reinvenção de ultimo recurso. Curioso é que sempre que isso acontece deixo de gostar mais depressa de mim do que de ti, só tu…foste sempre só tu que me fez amar-te amando-me!
 
música: Esta uma trapalhada mas dá para...viajar!

Inventado por alexiaa às 22:36
link do post | comentar | favorito
30 comentários:
De V.A.D. a 13 de Outubro de 2007 às 01:57
Os sentimentos invadem a vida, tornando-a, à vez, um desafio ou um lugar seguro, uma tempestade faiscante ou uma indizível serenidade. O amor é o mais extraordinário dos sentimentos: tudo mistura, tudo confunde. É o contentamento descontente do poeta, é o píncaro mais elevado, mas também pode representar a queda maior. Aquilo que descreves é, creio eu, a prova de que há um amor que marca mais profundamente que todos os outros... Talvez seja esse o verdadeiro, o absoluto...
Desejo-te um fim-de-semana muito, muito agradável!

Um beijo... :-)


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:13
O amor é realmente confuso para caraças:)
Sim...talvez haja um que de distinga, algo que mesmo terminando nos deixe um doce sabor de plenitude!

Grata pelos votos de bom fim de semana, foi tão agradavel que ainda me sinto...flutuar:)

Outro beijo...:)


De Alexandra a 13 de Outubro de 2007 às 17:47
Sabias que tens aqui um texto fantástico e cheio de verdades??

Parabéns! :)

Beijo e bom fim de semana :)


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:29
Sabes que eu não penso no que aqui deixo?:)
Sabes que as vezes releio-me e acho que só digo mentiras?:)
Outro para ti!


De Ricky a 13 de Outubro de 2007 às 19:10
Desculpa-me a ausência! Retirei-me para o topo da montanha para reflectir! ahah qual budista!

Mas está tudo bem, muito bem =)

Adorei este texto! Não resisti a lê-lo em voz alta, com uma boa entoação, como se se tratasse de um autêntico monólogo teatral!

E este texto tocou-me muito. Identifico-me. =)

Beijocas, minha querida =) Voltei =) **


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:31
Ai os retiros...
Esta semana tentei fazer um desses e se te contasse o resultado certamente irias rir à brava:)))

Gosto de te ver mais animado docinho:)

Kiss


De Diva a 13 de Outubro de 2007 às 21:36
....
"Aumentamos a vida com palavras
água a correr num fundo vazio
As vidas são histórias aumentadas
Há que ser rio." Natália Correia
...

Concordo. Essa musica da mesmo para... viajar!
Bjs meus


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:33
Não sei se percebo as palavras da Natália:), quando à primeira não sinto os olhos esbugalhados já só lá vou com ajuda:)


Beijo enorme!


De rui caetano a 14 de Outubro de 2007 às 01:35
Quando esse dia nos surge pela frente uma nova vida nos invade o nosso olhar, uma nova vontade de ser feliz corre em cada passo que damos.


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:38
Qual dia?:) É que estive a ler o texto e falo em tantos dias....


De ideias a 14 de Outubro de 2007 às 19:51
É sempre melhor deixar-mo guiar-nos pela emoções. E o resto logo se vê. Como viajar ao sabor das ondas, entre as tempestades e as águas calmas. Não sei, mas tudo é muito complexo. demais para entender-mos.


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:39
Sim, ha dias em que deixarmo-nos ir é a unica solução possivel...o pior é que sou uma apressadinha da natureza:)


De Su a 15 de Outubro de 2007 às 16:14
Ah qualquer coisa de tremendamente errado em nós, serão as hormonas, as carências afectivas, a falta de vitaminas, o excesso de informação, uma miopia escondida , o espaço sideral... por mais que de voltas á questão, n vejo solução... nestes casos nada melhor que uma boa amizade para curtir a ressaca, dizer mal do visinho, e filosofar sobre esta porra de vida... ARRRRR, to forte hoje... fui! Mas, deixo um beijo. E pronto.
:)



De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:44
Olha a minha "bombinha" preferida:)))
Bem...para começar deixe-me que lhe diga que sou uma gaja muito bem nutrida:)).
De seguida informo que só curto ressacas fechada em 4 paredes, fico sempre execravel nessas alturas, mas durante o "enfrascamento" propriamento dito...bem, aí venha lá a amizade, as cusquices e a filosofia barata:)!
Tás sempre forte mulher...


Beijinhos e pronto!


De oteudoceolhar a 16 de Outubro de 2007 às 11:17
Férias ??? Quem falou em férias? Já ia de novo...Quanto ao texto, ou desabafo ou nostalgia, acho que já nos sentimos todos um pouco assim...o amor, a paixão a ilusão...é a entrega, e depois? Ainda assim que seria de nosotros sem o sentir...sem aqueles momentos? Beijinho n´oteudoceolhar (o nosso mar estava um espéctaculo ;))


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:52
Estive lá esta semana que passou...chorei imenso ao recordar certas coisas mas quando me recompus:))) achei a vila muito "modernizada" para meu gosto:)

Um beijo para ti e para o pimpolho:)))


De pedro alex a 16 de Outubro de 2007 às 20:15
:) Cada um sabe do que precisa, por mim uma bela paixoneta ia agora que nem ginginhas.
A franqueza do enunciado sobre a paixão, sem salamaleques, torna-o universal. Qualque um poderia reflectir "pois, é assim mesmo".
Depois reflecti novamente sobre a última frase, uau que end glorioso, novamente sem salamaleques , que bela impressão do amor.

Princesinha, não vais mudar a cor do Blog? Já estamos no Outono, olha hoje vou comer castanhas e beber água-pé.
Bjs... à S. Martinho, ainda falta, mas não interessa:)


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:56
Nem sabes a paixoneta que já vivi com as ditas ginginhas por companhia:))), "elas" rolam que é uma maravilha e encaixam nos umbigos de forma perfeita:)

Ai a ultima frase...agora que falas nisso tá gira não tá?:))

Sim PA, vou mudar a cor ao blog mas estou à espera duma sugestão arrebatadora:)

Bjo...natalicio:)))


De VdeB a 17 de Outubro de 2007 às 20:07
ouf...
(mais uma vez)

O que vale é que há muito por onde investir paixão, para descobrirmos alento... em nós.


De mochofalante a 18 de Outubro de 2007 às 19:04
desculpa a minha ausencia mas ando numa doideira que não dá para parar...

Sabes que as paixões também têm o seu lado muito bom, que é andarmos com cara de tontinhos e sentir que o mundo é um flor colorida

beijocas


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 16:02
Não peças desculpa...não contabilizo ausências...pelo menos no mundo virtual!
Ah...o menino veja lá se não comenta no espaço das minhas respostas, destabiliza-me isto tudo:))
Quer entao dizer que anda com cara de tontinho...está bem, fico satisfeita por si:))

Beijoca


De alexiaa a 23 de Outubro de 2007 às 15:59
Ouf...
(mais uma vez) é bom ou mau?:)))

Este teu comentário é tão...vulnerável!
Gosto de sentir os outros fragilizados...não duma forma perfurativa, não como voyeur...acho que percebes a forma como sinto o teu recente "desalento"


Comentar sem frete

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter