Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

Estou farta é como quem diz…

Foste daqui e contigo sumiu do meu olhar um brilho cintilante!
Perco-me agora numa visão desabitada, numa sensação imensa de solidão, numa procura desesperada duma razão…
Escorregaste-me por entre os dedos que estavam sempre embebidos duma sofreguidão insaciável.
Tacteio hoje um corpo invisível, esbracejo incansável em busca do teu abraço quente…
Ensurdeci no dia em que desapareceu a melodia da tua voz!
Porque a ninguém depois de ti será permitido cantar-me, adoçar-me os sentidos agora perdidos numa maldita surdez…
Extorquiste me uma sensibilidade perfumada no dia que partiste!
Resta-me a saudade dos dias que te consumia com o cheiro, a dor que é ter que recolher odores espalhados…
 
Nesta ausência mais que assumida, o tempo as vezes contraria a necessidade que tenho de recordar, ou porque corre velozmente atropelando alguns flashs momentâneos ou porque pára obstinado numa memória dolorosa impedindo um suspiro ansiado!
E estou farta…de lidar com um amor estranho de tão sozinho, de sofrer por alguém que egoisticamente foi impedido pelo destino de me dar a mão para sempre!
 

Inventado por alexiaa às 18:22
link do post | comentar | favorito
28 comentários:
De VdeB a 3 de Outubro de 2007 às 19:48
Olá...daqueles bem fresquinhos embora o tempo não ajude.
Por aqui o tempo está mais para defenições escritas do que é amar, é que são umas atrás das outras.


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 00:10
Fruta ou chocolate? :)
Sim, por aqui é sempre mais facil descrever do que gerir...é que os contratempos tambem são uns atras dos outros:)


De V.A.D. a 4 de Outubro de 2007 às 01:59
Os sentidos sofrem, todos eles... Uma magnífica descrição do que a saudade pode gerar; uma forma singular de expressar a dor da ausência...

Um beijo...


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 00:13
E ainda não me viste numa forma plural:)).
Bem...de facto não ha sentido que escape ileso numa ausência dorida mas a verdade é que isso tambem não acontece numa presença terna...

Beijo!


De espumante a 4 de Outubro de 2007 às 14:20
um beijinho pelo post, que saiu tao bonito...


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 00:15
É uma honra o beijinho do "menino", tentarei ser bonitinha com mais frequência:)


De modelkitoeiras a 4 de Outubro de 2007 às 19:08
Vimos endereçar um convite que estimaríamos que fosse aceite para deixarem no blogue http://modelkitoeiras.blogs.sapo.pt, uma vossa história sobre um brinquedo que ainda hoje recordem com saudade. Esperamos então pela vossa resposta e visita e claro, os vossos comentários. Contamos convosco e esperamos a vossas histórias no email modelkitoeiras@sapo.pt

saudações


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 00:15
Hum...a pilhas?:))


De Su a 10 de Outubro de 2007 às 08:03
:))) a pilhas...


De KI a 4 de Outubro de 2007 às 22:41
Ausencias presenças cansaços espaços
outonos verões invernos primaveras
vida desmedida perdida sentida
ilusão e chão e razão e emoção

Apeteceu-me mas adorei ler e reler e sentir cada compressão nas temporas.

Bom fim de semana.


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 00:16
Compressão nas temporas é algo que eu nunca me lembraria de dizer mas que encaixa na perfeição ao domingo de manha:)

Bjinho


De KI a 6 de Outubro de 2007 às 20:22
Gostava que aceitasses o meu convite para escrever um texto para o http://s-p-e-e-d.blogs.sapo.pt/ na mesma linha q o blog tem. Espero a tua resposta
Beijos ;)


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 00:18
E tu sabes que não te negaria um desafio...no entanto desta vez vou ter que declinar educadamente o teu amavel convite porque...olha, porque não gramo uma das tuas "desafiadas":)))

Beijoooo


De KI a 13 de Outubro de 2007 às 01:15
Compreendo mas n deixo de lamentar, se for possível contornares isso um dia... :)))))

Bom fim de semana.


De alexiaa a 13 de Outubro de 2007 às 15:43
Duvido, aquilo é visceral:)))) e não uma simples embirração. Sei que não devia ter relação mas arrepia-me partilhar espaço com a dita:))

Kisssssss


De pedro alex a 8 de Outubro de 2007 às 19:16
Lendo-te, torna-se tão fácil criar um retrato de uma alma. Instruis detalhadamente quais as pinceladas a dar, ao de leve, vigorosamente, sombreados, luminosos, cores fortes, pálidas, não tenho cultura artística para tanto mas num destes dias tentarei. Quando terminar enviar-to-ei pedindo aprovação.


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 18:24
Lendo-te torna-se tão facil ter alma...
Se ha alguem que gostava de ter sempre por perto, esse alguem es tu...quantos eram os tais kms razoaveis?:)))

A tua boca anda zangada?


De B a 8 de Outubro de 2007 às 23:56
Olá, só para dizer que voltei :p
Os teus textos como sempre estão cheios de força dos sentidos que são abalrroados por camiões TIR de informação. E depois, os sentidos já não sabem o que sentir o que dizer... malditos sentidos... fantásticos sentidos.


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 18:26
Olá:), não sabia que tinhas ido mas é um prazer rever-te:))

Afinal não foi só para anunciar o regresso, também acrescentaste qualquer coisita válida aqui neste quadradito:)

Beijinho


De Diva a 9 de Outubro de 2007 às 11:40
Por muito que certas pessoas consigam marcar a nossa vida eternamente, por vezes é preciso forças para dizer basta e acabar com essa dor chamada saudade. Quando finalmente voltamos a abrir os olhos para o mundo, reencontramos o encanto que tinhamos perdido por termos vivido no passado e nas recordações.
Boa semana
Beijokas 1000


De mochofalante a 9 de Outubro de 2007 às 21:40
Vamos lá animar os animos e por um belo sorriso na cara pode ser?

beijocas


De alexiaa a 13 de Outubro de 2007 às 15:44
Eu estou sempre de sorriso na cara, o que aqui evidencio é fachada:)))


De alexiaa a 10 de Outubro de 2007 às 18:28
Por favor, queria encomendar 750gramas de força:)))

Beijocas


De Su a 10 de Outubro de 2007 às 08:53
Tenho q te dizer, q existe vida lá fora... e por mais que doa encarar vivemos menos de 100 anos, é pouco tempo, muito pouco tempo para nos centrar-mos no passado.

Beijo grande, redondo, cheio de mimos, sem qualquer tipo de rodeios despido de segundas intenções, todo caloroso e sincero, é o meu beijo para ti, e pronto.

:)

Fui clara? :)))


De alexiaa a 12 de Outubro de 2007 às 20:37
Clarissima:))

Oh mulher, eu sei dessa coisa do tempo...e o tempo também sabe segredos de mim:)

Beijos enormes!


De Su a 14 de Outubro de 2007 às 03:36
Ok, resigno-me á minha insignificância... deixa estar, hoje to mesmo uma merda... acho até q ao responder-te tento concentrar-me no q digo, alias, eu repito-o mil vezes, assim talvez me entenda! Ando meia fora de orbita, meia perdida... será possivel, desencontrar-mo-nos algures… por isso como vez, ta tudo normal... va se lá entender almas complicadas.

:/

Beijo meio triste.



Comentar sem frete

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter