Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Oxigénio

Ultimamente já por algumas vezes que alguém deste meio virtual fez-me referencia ao facto de eu gostar das camas de rede:)).
Não sei porquê mas achei que explicá-lo com uma carta de amor seria uma forma que ela apreciaria e assim “saquei” excertos de várias que por mim vagueiam e fiz delas…dele!
 
 
"Olá :)
 
Este sorriso hoje está um pouco apagado... acho até que nem chegou a sair.
Foi só ao nível da alma por "estares" aqui...
(…)
Também escrevo e apago muitas vezes, também sinto a tua pele, o teu cheiro, os teus cabelos, a tua temperatura... e a minha sobe consideravelmente à medida que me enleio em ti... deitados na rede a sentir a brisa fria, as candeias acesas à nossa volta e deixamo-nos entorpecer pela doçura nostálgica da concertina (toca-a um homem profundamente enamorado de uma mulher que lhe dedica um amor silencioso e irrepetível).
De manhã acordo muito cedo, cheio de vontade de te falar, de te ouvir. Aconchego-me mais a ti, beijo a tua orelhinha silenciosamente, passeio as mãos pelas tuas costas e ancas numa suavidade de quem não quer (querendo muito) acordar-te desse sono livre mas preso nos meus braços. És linda! Murmuras um qualquer ronronar entre o doce despertar e uma sonolenta ira. Perguntas-me o óbvio: "já estás acordado? Que horas são?"...a tua voz desperta-me os sentidos. Quero que acordes mas digo-te para dormires. (tu, do contra, dás-me uma dentadinha no queixo e não dormimos mais...)
(…)
Uma vez que não virás aqui agora, vou-me estender na rede e tentar
descansar... também tenho dormido pouco e fantasiado muito.
 
Beijo doce e um abraço envolvente
 
Do teu
 (…)"
música: Gal Costa

Inventado por alexiaa às 01:31
link do post | comentar | favorito
24 comentários:
De Alexandra a 23 de Maio de 2007 às 23:53
Alexia,
eu quando quero consigo ser bastante enigmática, mas tu bates-me aos pontos :)))) De qualquer forma, obrigado pelas tuas palavras que me deixam sempre a pensar... e eu gosto disso ;)

Quanto aos poetas... faz como eu. Começa a brincar e vai lendo o que te aparecer à frente. Acabará por haver alguma coisa que te salta a atenção. Eu, de poemas e poetas também não percebo nada, vou por "intuição" :))

Quanto ao teu post... admiro a tua capacidade criativa para a escrita. Acabo sempre por ler tudo até ao fim e quando acabo fica-me sempre um sabor a pouco... :)


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 14:45
Bem... não sei o que te intriga tanto, eu sou um livro aberto:))). De qualquer forma eu é que agradeço as tuas palavras e principalmente o facto de também me pores a pensar, sou preguiçosa por natureza e na maioria das vezes para te comentar sou obrigada a parar de me agitar para raciocinar:)).



De B a 24 de Maio de 2007 às 01:31
Quero uma cama de rede!
Enquanto isso vou-me contentando com a minha cama singela.
Beijos.


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 14:47
O tempo ainda não esta certo para balançar numa cama de rede:))). Fica-te pela singela e investe na...almofada:)))

Bjo


De Paulo Fernando a 24 de Maio de 2007 às 04:17
Hum... só de pensar na sensação gostoso de se aconchegar numa cama de rede, eu fico com sono.

Abraçosssss


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 14:56
Isso parece-me uma forma polida de dizer que o post te deu sono:))). Deixa...a mim também me cansa certos aconchegos:)

Bj


De miguel a 24 de Maio de 2007 às 11:31
Deu-me vontade de me esticar na rede...

Beijos,
Miguel


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 14:57
Estica-te...já não estamos em idade de nos encolhermos:)

Bjo


De Diva a 24 de Maio de 2007 às 12:24
Lindo:)Deixa qualquer um a sonhar com uma rede;)Bom resto de semana.Beijokas 1000


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 14:58
Merci...e como sou apressada, um bom fim de semana!:)


De A.S. a 24 de Maio de 2007 às 12:33
Também adoro camas de rede Alexia!... Quanto ás cartas de amor, ou é impressão minha ou cairam em desuso, lamentavelmente... digo eu!

Um BeijO!


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 15:00
Foram substituidas pelos mails e sms:))), ha que acompanhar a evolução do amor...:)

Um bjo


De xana a 24 de Maio de 2007 às 13:52
Que falha terrível que tenho rapidamente de colmatar: nunca me deitei numa cama de rede! Nem só nem acompanhada ;)


De alexiaa a 24 de Maio de 2007 às 15:03
Não corras:)), já vi quem se atirasse para uma e se estatelasse no meio do chão:)), como fazem as adolescentes, tudo isto passou-se com uma amiga minha e não comigo:))))



De pedro alex a 24 de Maio de 2007 às 15:02
Será esse, a cama de rede, o gene, vulgo meme, do teu romantismo?
Se o for, bem hajas pela originalidade, se não o for, bem hajas na mesma pela prova provada de que “nem tudo o que vem à rede é peixe”.
Pareceste-me uma menina, gostei da parecença, como também gostei, há muitos posts idos, da minha ousadia em imaginar-te no papel de cabra.
E tudo rola em miles de memes que nos transtornam embalando ora bem, ora mal.
Bjs F.E.R. i.e. fixos, estáticos e rígidos, ou a contradição não prevalecesse:):):)


De alexiaa a 25 de Maio de 2007 às 20:40
As vezes detesto-te meme:))))
Não Pedro...seria um contra-senso ter como gene do romantismo uma coisa. Alias, acho que uma menina que desperta pensamentos tão obscenos como o de nos imaginarem no papel de cabra nunca teria como meme algo tão redutor como uma rede:).
Já deixar-me rolar embalada ora bem ora mal é algo que me parece profundo q.b. e ao mesmo tempo levezinho como uma pena e fácil de difundir!

Um beijo pp (pré e o resto fica para dia 26)


De Cadinho RoCo a 24 de Maio de 2007 às 20:45
A rede tem identidade tão forte com a nossa cultura brasileira. Em partes da minha vida, a rede estendida na varanda, o barulho do mar ondas alcançando a praia em sonhos, muito sonhos.
Cadinho RoCo


De alexiaa a 25 de Maio de 2007 às 20:42
Ai que agora apeteceu-me tanto viajar para essas paragens:))).


De Essa Miúda a 24 de Maio de 2007 às 22:22
Passei só para deixar um beijinho... Também gosto de camas de rede!


De alexiaa a 25 de Maio de 2007 às 20:42
Essinha...que é feito de ti?:)))
Beijinho recebido com muito agrado!


Comentar sem frete

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter