Terça-feira, 15 de Maio de 2007

O que mais me custa é saber o quanto te custa a ti…

Trimmmmmmmmmmmmmmmmmm
 
- Estou?
- Amor...
- Estou sim?
- Sou eu amor…não desligues e escuta só o que tenho para te dizer.
- Estou a ouvir, tenta ser rápido por favor…
- Olha amor, é só para te dizer que eu já não sou eu!
- Já não?
- Não amor…deixei de ser eu, não há já motivo para estarmos separados.
- Endoideceste??? Podes dizer-me tudo menos isso…isso não podes dizer!
- Escuta amor, a parte física é a mesma. Não perdi nada do que te desordena, não alterei o desejo irracional que nos ensandecesse, não apaguei a cumplicidade rara que temos.
- Não podes fazer-me isto, não podes ligar inesperadamente e declarar que tu já não és tu!
- E não sou amor…
- Cala-te. Proíbo-te de continuares a atormentar-me, sei lidar com tudo menos com o facto de tu já não seres tu.
- Não sei que queres afinal, o problema não era eu ser quem sou? Está resolvido amor…eu já não sou eu!
- Ou seja…?
- Ou seja…amo-te perdidamente e neste momento eu sou outra pessoa.
- Já te vi perturbado, já te senti injusto, já te ouvi obcecado. No entanto nunca imaginei que o teu egoísmo fosse tão profundo ao ponto de um dia te ouvir dizer que tu já não és tu tendo consciência que com isso não posso lidar!
- Ou seja…?
- Ou seja…
 
Trimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm 
música: Andrew Bird

Inventado por alexiaa às 17:17
link do post | comentar | favorito
24 comentários:
De igara a 15 de Maio de 2007 às 17:52
Alexia... Deuses... agora é que foi! Fique sem saber o que dizer, mas não podia deixar passar esta hipótese de te comentar em primeira mão... enfim... coisas minhas....

Apetece-me ir por partes:
1) o Titulo... e quantas vezes as coisas que nos custam, são aquelas que nos custam a nós? Quantas vezes saimos da vida como se tivessemos sido passadas a ferro por um camião TIR? E aí não custa?
(depois, será que lhe custará assim tanto?... ) aqui deixo apenas a pergunta a esvoaçar... porque é sempre um bom lugar para uma pergunta de que não se sabe a resposta!

2) Amor... Deuses... Esta palavra mexe comigo até ás entranhas... e não estou a ser exagerada. Pareço aquele gato do anuncio ás wiskas saquetas, tudo o resto deixa de me fazer sentido.

3) o Busilis da questão... pois Alexia...este é o tipo de conversa que não tem um trimmmmmmmmmmmmm e que exige um olho no olho... porque só assim se conseguem avaliar as coisas com que conseguimos lidar. Como já deves ter percebido, gosto de finais felizes... sou uma louca dos finais felizes, mas... os teus textos têm sempre a particularidade de me deixar adivinhar um monte de finais...e nem todos acabam com um "foram felizes para sempre".

E sabes que mais? Para quem não tinha nada para dizer, acho é que já estou a falar é demais! Adorei as nossas trocas de impressões :) Mil e um beijos salgadinhos como o meu Mar, e abracinhos mesmo muito muito apertadinhos! Gosto de ti para xuxu! :)


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 00:59
1) Partindo do princípio que há aqui veracidade...claro que custa, estar longe duma mulher como eu custa sempre:)))))
2) Hum...há expressões lixadas para o arrepio:))
3) Népia...um trimmmmmm é o máximo permitido por "lei" e mesmo assim só em divagações…percebeu???:))))


E sabes que mais? Escrever é fixe, ler-te é porreiro e conversar contigo é...algo que sempre imaginei muito agradável:)))


Beijos e xuxuzinhos:))))


De B a 15 de Maio de 2007 às 20:05
Era um neuro-cirurgião/fisioterapeuta para a minha mesa se faz favor. Este post deixou-me um nó nos poucos neurónios que ainda possuo depois da bela queima das fitas que passou. Por isso, Adorei! :D
Adoro quando os posts obrigam a pensar e a imaginar :p

Beijos e até já!


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 01:04
Ai a queima das fitas...conheço muito boas famílias que se desgraçaram por causa delas (das queimas, naturalmente).

Ou seja...aniversário + queima = ausência da promessa dum post por dia:))).

Vá...recupera sozinho que os doutores andam com os neurónios mais queimados que tu, principalmente os recém formados:))

Beijo e até...já?!!!!


De pedro alex a 16 de Maio de 2007 às 15:01
Pensei em passar este à frente, mas o trimmmmmm trimmmmmm lembrou-me o anúncio da Netcabo onde umas meninas, por aí umas dez, a dizerem trimmmm, por mim ding dong era muito mais interessante, acordam um menino…
A solidez do diálogo não me deixa ler as entrelinhas:)))), mas parece-me bem, não há pachorra para bipolares, duplas personalidades, ou pior despersonalizações.
Trimmmmmm…
(não atende lol)
Um Jb (i.e. 1 beijo de trás prá frente)


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 21:51
Despersonalizações??? Que raio é isso?? Mau...:)))).
Esquece...estava só a fazer-me de menina com mau feitio para ver se o "som" da minha resmunguice te fazia lembrar um Ding Dong:)).
Não foi a solidez do diálogo que não te deixou ler nas entrelinhas, acho que é da puta da redundância:))))

Um beijo com uma pedra de gelo...tá calor e JB lembra-me ...JB:)))


De xana a 16 de Maio de 2007 às 22:48
Acho que todos nós, de vez em quando, deveriamos deixar de ser nós próprios! Bjs


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 21:53
Essa afirmação vai certamente chocar muito boa gente:) mas as vezes há mesmo uma grande necessidade de "montarmos" uma personagem nem que seja momentaneamente:)))

Bom fim de semana, amanha já é sexta e hoje à meia noite tb :))))


De Su a 17 de Maio de 2007 às 09:31
Gaijos Gaijos Gaijos... lixam-nos a cabeça e depois, é isto, falamos deles no café, no almoço, no escritório, no supermercado, sei lá eu (!) é onde calha... o lado bom é que tudo o que nos lixa fortalece, e depois e depois qd damos por nós estamos como eles... é a eterna lei da sobrevivência, de repente aprendemos como a coisa funciona e resta-nos inverter a posição das personagens, é o ciclo vicioso da vida… é o amor/sexo/amizade/paixão/etc e tal… gaijos!

Vou acabar de beber o meu café… bjs e bjs e bjs, bjs.
Trimmmmmmm
:)


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 21:57
Ah...tá explicado porque é que eu ganhei aversão a constituir familia:))))), ainda bem que me explicaste essa teoria da inversão/ Sobrevivência:)))

Licor de Amarula para acompanhar o balanço da rede e o coffee??:))))

Beijo trimmmmmmmmmmmmmmmm


De Su a 18 de Maio de 2007 às 13:08
teorias, a palavra já por si diz tudo...
:)))
mas o coffe depois da amarula é o mais importante!
alias to com as mãos frias, vai dai sabia mesmo bem..
:)
bjbj


De A.S. a 17 de Maio de 2007 às 15:06
aaa


De A.S. a 17 de Maio de 2007 às 15:10
Alexia, desculpa o comentário anterior, cliquei inadvertidamente!!! Apaga-o please!

Agora sim, vou escrever o que queria!

Talvez os pontos cardeais
por uma casual distracção
tivessem enganado o coração
de quem acreditou nos seus sinais
e neles se perdeu... em vão!


Um BeijO!


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 22:01
Se o apagar o teu comentário perde o sentido, deixa estar que é para eu ter muitos:))))))))))))))))

A propósito de sentido...tenho péssimo sentido de orientação...não ha bussula que me valha:)

Então que seja...bj!


De Paulo Fernando a 17 de Maio de 2007 às 18:55
Muito bom, muito bom mesmo! Adorei o desfecho e desenvolvimento do diálogo.

Abraços cariocas!


De alexiaa a 17 de Maio de 2007 às 22:02
Muito grata...muito grata mesmo!:)

Abraço


De mochofalante a 18 de Maio de 2007 às 00:11
Simplesmente delicioso, mas na verdade é isso mesmo

beijocas


De alexiaa a 18 de Maio de 2007 às 12:19
Sem espaço para responder a comentário:))

Beijocas tb:)


De Mel de Carvalho a 18 de Maio de 2007 às 18:21
Pois eu sou a mesma, Alexia. Aquela que tinha um sonho de publicar um livro para doar direitos. O sonho morreu. Nasceu em Maio ... morreu antes de Maio.
Mas eu vou andando por cá, escrevendo e visitando os amigos. Tu serás sempre um deles. Não venho tanto qt desejaria. Mas venho e sinto-me bem nessa cama de rede que nos ofereces. Deito-me e desfruto da tua prosa, que tanto gosto. Obrigada.

Na minha noite www.noitedemel.blogs.sapo.pt está lá um AWARD que vários blogues amigos me ofereceram. Decidi "devolvê-lo" a quem que visita, a quem me lê e aos blogs onde navego. Óbviamente a ti, também.

Gostaria que por lá passasses. Aceita se quiseres ... é do coração!
Um beijo da Mel


De alexiaa a 19 de Maio de 2007 às 14:14
Tenho pena que não consigas realizar esse sonho, é sempre aborrecido deixarmos desejos para tras:).
Claro que passo por lá...não para levantar o "premio":) mas para te visitar.
Beijo


Comentar sem frete

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter