Quarta-feira, 7 de Março de 2007

Não guardo só para mim...

 

“A noite ia passando e ele ansiava o reencontro. Não estavam perdidos um do outro, não estavam distantes naquele espaço, não viviam separados por nada…estavam apenas misturados com outras pessoas numa festa interminável!
Existiam momentos assim…em que o convívio era agradável, o ambiente pacifico mas os segundos em que os seus olhares se cruzavam representavam para ambos uma sintonia preciosa, um segredo inviolável, uma cumplicidade invulgar. Nessas alturas contemplavam-se somente…sem pressa, sem ânsia, apenas com um sorriso que adivinhava pensamentos mútuos, com uma expressão que antecipava conversas prometidas.
Naquela noite em particular quis o destino que se cruzassem a meio do salão e que dali partissem de braço dado em direcção à capela da casa.
O vento era suave e o ar transpirava uma mistura de odores que o confundiam duma forma saborosa como se adivinhasse o silêncio dela, como se pressentisse as palavras que ela tinha para lhe dizer.
E nesta paz caminharam com leveza. Ela soltando a noticia plena de alegria, ele escutando a sua voz embevecido com a sua conquista, inebriado com aquele contacto, comovido com aquela partilha!
O regresso a casa foi o culminar duma noite perfeita. A mão dela ancorada com ternura na perna dele dava-lhe uma sensação de conforto indescritível, o silêncio mutuamente permitido uma impressão de aconchego eterno e a novidade anteriormente contada a ideia de felicidade desmedida.”
 
 
Há momentos que nunca se esquecem, sensações que jamais se perdem, confissões que nos comovem, delírios que nos prendem e nos param sem piedade…numa qualquer estação!
 

Inventado por alexiaa às 22:32
link do post | comentar | favorito
34 comentários:
De pedro alex a 8 de Março de 2007 às 10:02
O comentário possível está redigido a azul.
Acrescento a minha plena convicção, não, certeza no Ideal.
Bj


De alexiaa a 9 de Março de 2007 às 21:16
Sou uma apressadinha receosa, na duvida duma ma interpretação e posterior má avaliação invoco o azul, sei lá...foste tu que me mostraste este "vicio" das cores:).
Acrescento mil formas de Ideais...:)))

Bj...e chega!


De Xana a 9 de Março de 2007 às 10:38
Como o texto está entre "" fico sem saber se é da autora do blog ou não. Se é, os meus sinceros parabéns ... não sei se está bem escrito em termos de português, mas está excepcionalmente escrito em termos de sentimentos...


De alexiaa a 9 de Março de 2007 às 21:36
Não ligues, uso aspas para me orientar:), é daquelas coisas que utilizo sempre que preciso de distinguir coisas cá minhas:))).

Não sei lidar muito bem com elogios:) mas...obrigada:)



De Araj a 9 de Março de 2007 às 10:53
beijinho de bom fim-de-semana...


De alexiaa a 9 de Março de 2007 às 21:36
Beijinho de igualmente:)


De Camila a 9 de Março de 2007 às 14:59
Aff... eu ando tão romântica... melancolicamente romântica... que até a música me fez chorar...
Beijinhos


De alexiaa a 9 de Março de 2007 às 21:38
A musica não é descoberta minha...é tal como o texto uma oferta especial:)

Bjinho...não chora que não vale a pena:))


De Afonsinetes a 11 de Março de 2007 às 19:28
O gosto pela vida é feito de pequenos momentos, por vezes são fracções de segundos, mas mesmo intensamente intensos com uma inimaginável densidade que nos domina a mente.
Quando esse momentos terminam, a vida é feita a recordá-los, e com isso a saudade e o estado tremendo de complexa tristeza que apodera-se servindo de barreira para a felicidade.
Por vezes andamos tão obcecados com esses pequenos momentos que deixamos outros passar...bjos grandes, afonsinetes
Texto fantástico, palavras deliciosamente deliciosas.


De alexiaa a 12 de Março de 2007 às 15:04
Pois...andar obcecado deve ser mau à brava:))))

Beijinhos


De Ricky a 11 de Março de 2007 às 21:41
Já li este post umas 4 vezes (acredites ou não) e ainda não me consegui decidir se o que está entre aspas é mais lindo do que a última frase ou se vice-versa...

Escreves mesmo bem =)

bjinhos e ainda bem que te sentes "cool" =P Isso é que é preciso =) **


De alexiaa a 12 de Março de 2007 às 15:04
Pelo que li...andamos os dois cool:))

bjinho


De Alexandra a 11 de Março de 2007 às 23:09
"Há momentos que nunca se esquecem, sensações que jamais se perdem, confissões que nos comovem, delírios que nos prendem e nos param sem piedade…numa qualquer estação!"

Assino por baixo!!

Adorei esta leitura. Obrigado!

Boa semana.

Beijos


De alexiaa a 12 de Março de 2007 às 15:12
Boa semana.

Assino por baixo:))

Bjo


De Air.Near.My.fingers a 12 de Março de 2007 às 00:30
Sinto que posso me identificar com o "ele" do teu texto , pois sinto me assim quando a minha "ela" está comigo!

São momentos que nunca vou esquecer e sensações que estão e muitas mais ficaram marcadas em mim para todo o sempre!

*


De alexiaa a 12 de Março de 2007 às 15:13
Sentir é bom:)
Obrigada pela visita


De rebelde_apaixonado a 13 de Março de 2007 às 09:09
Vão falando da ansiedade que os faz esperar

E da amargura de um sonho que os fez acordar

São amantes rebeldes que sabem errar

Se os olharmos por dentro

São vida que vai




Adorei o teu post e queria tb agradecer a visitinha no meu cantinho, obg


Jinho



De alexiaa a 13 de Março de 2007 às 20:01
Pronto...agradecimentos efectuados:))


Comentar sem frete

O minimo sobre mim


ver perfil

. 11 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter