Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Analiso por mim…nunca me repito:)

 

Imaginemos…
Uma mulher têm um companheiro, marido, amigo íntimo, amante, o que lhe quiserem chamar, e cruza-se de forma casual com uma outra que já teve esse mesmo homem.
Mesmo já sendo amigas a situação comum é existir algum constrangimento e bloquear alguns assuntos. Poderão facilmente comparar a forma picuinhas como ele dobra a roupa, as horas que passa a ver o canal odisseia, o jeito (ou a falta dele) que tem para a culinária ou até comentar ao de leve aqueles pequenos grandes defeitos que tanto as irritam.
No entanto não se atrevem a ir mais fundo, a partilhar confidências de como é a performance do rapaz a nível sexual, a expor sem pudor o que eles dizem durante a queca, a forma como indiciam numa mensagem que estão com tesão , as palavrinhas mais ternas dos preliminares e o arfar do clímax seguido dum após mais ou menos apressado no que toca à higiene:).
Tenho pena…seria para muitas mulheres uma surpresa arrepiante constatar a falta de criatividade do homem. Há um padrão comum que personifica uma personagem. Os homens, e não querendo mas querendo generalizar, não conseguem personalizar a coisa de forma a que a existir uma troca de informações cada uma delas se sinta única. Conseguem o milagre de “vomitarem” sempre as mesmas frases de amor, de prazer, de conforto e até as mais…”orgasmaticas”!
Um homem que diz “tão bom amor” à actual companheira, já o disse à anterior, não consegue sequer modificar o tom com que o diz!
Se diz no aconchego do fim “nunca até hoje nenhuma mulher me deu tanto prazer”, vai certamente proferi-lo descaradamente à que se seguir!
Se escreve “beijos, penso em ti…saudades tuas, adoro-te muito, têm uma boa noite, bjinhos doces(estrelares,luminosos,de paixão, etc e tal)” é porque já decorou aquele papel na perfeição!
E para finalizar a minha parte preferida. A conversa do cheiro:). Essa é declaradamente previsível. Se está habituado a farejar com um ar embevecido é certo e sabido que a anterior já foi elogiada pelo cheiro específico, a actual personalizada com um cheiro que o endoidece e a seguinte vai ser…bafejada:) com a mesma originalidade!
Troquem detalhes , é sempre uma mais-valia em qualquer altura desmancharem o boneco e quem sabe quebrar algumas rotinas ou no caso dum rompimento suspirarem de alivio!
música: salta de mim

Inventado por alexiaa às 13:19
link do post | comentar | ler comentários (16) | favorito
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

A olhar as estrelas que me deste...

 

Leva tudo meu amor, já nem a alma me faz falta, esta seca e surda, desfeita e cega de desgosto, encolhida e condenada a não voltar a sentir os cheiros que de vez em quando a enobreciam um pouquinho.
Guarda-a junto à tua…tem condensada ensinamentos únicos porque são muito meus, esta recheada de adrenalina emocional que a obriguei a assimilar, tem escondida uma entrega intensa e honesta…guarda-a meu amor, usa e abusa sempre que sentires frio!
Desculpa não ta oferecer incondicionalmente, preciso que permaneças com ela sob a condição de nunca a tentares recuperar, de nunca em hipótese alguma lhe sussurrares palavras de ternura, de nunca ma devolveres inocente e pura porque não a quero de volta jamais!
Tenho muito mais para te dar…um coração que de quando em quando me pede a alma de volta, uma memória que insiste em dizer que pertenço a algum lado, umas mãos que se colam insistentemente por mim inteira no vazio que deixou o presente que te dei, que te dou…
Toma conta de tudo o que te dou e se alguma vez te doer muito tens a minha permissão para juntares tudo o que desfizeres mais e escolheres alguém que necessite do que tu precisas agora!
O amor só dói quando preservamos o que apodreceu sem repararmos, doutra forma não magoa, não tem sentidos nem sentido!
Obrigada amor…pelo travo do caramelo que me deixaste, é só disso que preciso agora, é a única coisa real que ficou, o único calor que penetra no meu corpo despojado de tudo!
Abençoado sejas pela tua coragem…eu nunca arriscaria o tanto que conquistamos!
 
 

Inventado por alexiaa às 14:53
link do post | comentar | ler comentários (6) | favorito
Sábado, 17 de Janeiro de 2009

Baby...o proximo bang bang é meu, shot you down!!!

 

Sinto nojo, tanto nojo que dificilmente me imagino simpática!
Escrever não me apetece, sinto vontade de responder, de ouvir gente estúpida e desancá-las, ouvir pessoas inteligentes e ridiculariza-las, escutar desabafos de amigos e menospreza-los, oferecerem-me juras de amor e gargalhar de gozo!
Não te amarei até ao fim porque a traição atrai-me, não serei amiga incondicional porque as vossas historias enjoam-me de morte, não aprenderei mais nada, o que sei é mais do que suficiente e na futilidade é que esta o ganho, o descanso da alma.
Quero foder a vida a alguém, conspurcar o ambiente, gritar que não há segundas chances, errar a toda a hora, empinar o nariz e desdenhar de quem não mente, da integridade, do respeito!
Prometo-te casualidade eterna, ausência de projectos. Garanto-vos aturar os queixumes com frete, não disfarçar um bocejo com os desencantos de príncipes fajutos.
Vou voar…para a dimensão do que é real, para a certeza que descurei temporariamente. Cobrir-me de repulsa pelos corajosos e venerar a covardia, a dissimulação ,encorajar a ambiguidade, o obscuro!
Tudo o que temos é sangue…depende de nós a temperatura que lhe atribuímos!
Sangue frio meus amigos, muito sangue frio!!!
 
música: Uma voz fraquita mas que serve o proposito

Inventado por alexiaa às 21:20
link do post | comentar | ler comentários (5) | favorito
Sábado, 10 de Janeiro de 2009

É pena as nuvens…

 

Jantamos…as mãos sem se tocarem, o meu amor sempre presente!
Já noutro mundo aproximamo-nos, beijamo-nos e trocamos insinuações excitantes de como pretendíamos “viajar” no corpo um do outro.
Fumamos…bebemos, deslizamos pacientes sem medo das horas.
A musica foi escolhida com cuidado mas sem importância, as calças despidas sem cautela mas com consciência, os olhares sorrateiros antecipavam horas de prazer, dum amor momentaneamente secundário que permitia uma maior dedicação ao deleite animalesco.
Escapaste para o chão quando despi a camisola, esperaste-me tranquilo enquanto fumei e bebi, aninhaste-me quando finalmente me inclinei em cima de ti.
Mexi-te ávida e “enraivecida”, lambi-te lasciva e mansa, entranhei os meus dedos no teu cabelo enérgica e provocante, sequei os lábios e pedi-te outra bebida!
Rimo-nos, fumamos, bebemos…dançamos!
Sentaste-te numa cadeira, afastei-me para a cama que não me pertence e jogamos uma sedução erótica que te trouxe até as minhas pernas onde permaneceste um tempo sem prazo, com uma destreza sem destino, com uma intenção sem fim…Vim-me!
Fumamos, bebemos, escolhemos a musica que toca sempre  que te telefono, rolamos e enrolamo-nos sem pejo numa tesão descarada, viramo-nos e reviramo-nos com uma ânsia demoníaca e atrevida…Vim-me!
Não fumei, sorveste o gelo do teu copo e abriste-me as pernas.Contorci-me, larguei-me submissa, usufrui perdida da tua invasão desembaraçada, ilustrei com o corpo um aviso…vim-me!
Conversamos, movi-me, encostei-me e rocei-me numa parede envergonhada. Olhei para ti e latejei com o teu brilho, atordoei com o teu silencio revelador e desprezei a consciência.
Apaguei-te o cigarro, bebi-te a bebida…senti-te em todo o lado, enchi-te de mim e permitimo-nos foder sem ternura, participei-te o que já tinhas absorvido…vim-me!
Exausta estiquei-me inerte e confundida com um vicio sem limites, com uma entrega insana, harmonizada com uma docilidade secreta que tão bem sabes extrair.
Não me largaste…manuseaste tudo o que podias, com tudo o que podias…quisemos mais e parei de contar!
 
música: Joni Mitchell, both sides now

Inventado por alexiaa às 16:50
link do post | comentar | ler comentários (15) | favorito

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter