Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

Bora lá!

 

Há pessoas que nasceram para receber.
 
Receber atenção a jorros, mimos em catadupa, preocupação genuína, entrega imensa, amor incondicional!
 
Sinto saudades dos tempos em que eu era uma dessas pessoas!

 

música: Our Hell

Inventado por alexiaa às 01:35
link do post | comentar | ler comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Junho, 2008

 

Saio de tua casa!
Respiro alguns minutos no patamar, procuro encontrar num curto espaço de tempo uma força temporária para escapar erguida!
“Eu sei quem és para mim”
A música surge-me tipo tábua de salvação, a associação é rebuscada e descabida mas suficiente para me deslocar como pretendia!
Entro no carro e oiço-a repetidamente, pela primeira vez entendo o dia em ela tocava e acompanhava alguém que sabia o que eu era, pela primeira vez percebo e sinto um amor que a certa altura ignorei sem dó nem piedade.
Entro em casa, na minha casa!
Distraio-me com algumas coisas que tinha em atraso, procuro num espaço confortável uma força temporária para adormecer serena!
“Eu sei quem és para mim”
A música martela-me, a associação é desconcertante e enervante, não é suficiente para me entorpecer como ansiava.
Saio novamente de casa, da nossa casa!
Imensas coisas surgem-me para decifrar…a tua casa que hoje me estranhou, a minha casa que sabe quem és para mim, a nossa casa que não és tu porque nunca gostei de Madredeus, o amor que sinto por ti, o amor que um dia sentiram por mim, a mistura de dois espaços que são três e que hoje não consegui distinguir!
 
música: Haja o que houver

Inventado por alexiaa às 18:46
link do post | comentar | ler comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 4 de Julho de 2008

E mesmo assim ainda me pergunto se isto será amor!

 

Penso que anseio!
Anseio que escureça e que o céu me recomende ao sono um descanso demorado, que a noite apresse esta minha vontade imensa de me abandonar à dor!
Anseio por não pensar!
Que a luz é uma forma de salvação, que estar acordada é lucidez neste momento, que o desespero que sinto não se evapora no negro que invoco…
Porque por muito que digam há alturas em que estamos realmente sós, porque há sofrimentos que sentimos como exclusivos, porque há desgostos que sentimos como eternos!
 
E no pranto quero implorar, nos soluços vomitar, na agonia desmaiar!
E sinto calor, muito calor…tremo inteira, torço-me frustrada, percorro-me exausta!
Tudo isto porque não quero perder-te…
 

Inventado por alexiaa às 20:48
link do post | comentar | ler comentários (19) | favorito

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter