Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Dois coelhos, uma cajadada!

Um desafio que não me diz muito mas uma “desafiadora” que me estimula a análise da sua personalidade:)
Uma das minhas musicas preferidas pelo “embasbacamento” que sinto SEMPRE que a oiço!
O título ajudou-me a compreendê-la, até o descobrir confesso que andei muito nervosa e a sentir-me uma total ignorante!
Não vivo sem a sua companhia…sempre que por algum motivo ando mais deprimida recorro a “ela” e vislumbro sempre uma luz!
Consumo-a esporadicamente e nunca a partilhei até este momento, suponho que temo por pura inveja dividi-la com quem não a aprecie verdadeiramente!
Não lanço o repto a mais ninguém porque só vislumbro uma pessoa a quem me interessaria estendê-lo e sei que ele não me passaria cartão, poupando-me assim a sensação de humilhação e sua consequente rejeição à qual não estou habituada:).
 
E porque uma “desgraça” nunca chega só:) aproveito para dar seguimento a outra brincadeirinha que consiste em através dos últimos títulos de textos meus escrever algo que me apeteça (não é bem assim mas doutra forma dá-me urticária).
 
Seguem os títulos:
 
V, substituído por: avestruz e pinguim
VI, substituído por: sobrenatural
VII, substituído por: tal como a frustração a angústia é fodida
Faz-se o que se têm de fazer
Estou na fase do tal diário Su
Segundo ano
Falling
Um dia destes prometo comer, vestir-me, dormir e até foder como uma pessoa comum!
Um beijo ardente!
As vezes que forem precisas!
 
Era uma vez uma avestruz e um pinguim poliglotas!
No meio dum beijo ardente e tal qual um verdadeiro ventríloquo o que nasceu no segundo ano antes do 11 de Setembro, grasna traumatizado: - FALLING!!!
(Está a correr bem, quatro já estão).
Nisto o seu parceiro angustiado, frustrado e fodido com aquela atitude sobrenatural, retalia assim: - vais comer, vestir-te, dormir e até foder como uma pessoa comum as vezes que forem precisas!!!
(Descambou, mas já lá vão mais quatro).
Injuriada mas atrevida a ave não voadora responde: - faz-se o que se têm de fazer Su, façamos disto uma fase diária até que surja o aperfeiçoamento!
(Desculpa princesa mas não me deixaram alternativa…e mais duas formam uma brilhante letra para o Paulo Praça).
 
Missões cumpridas! Sarcasmos à parte agradeço que se tenham lembrado de mim!
 
música: A virgindade da Patricia:))))

Inventado por alexiaa às 14:31
link do post | comentar | ler comentários (21) | favorito
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

As vezes que forem precisas…

Para já vou…
Vaguear por tempos carregados de emoção, por lembranças que me fazem vibrar a qualquer hora, por sensações que se confundem com a tua presença!
Logo mais vou…
Vestir-me a preceito e aparecer-te à porta, esbracejar disfarçadamente para te viciar no meu cheiro, encaixar-me no teu corpo e fazer-te usufruir da pele, do meu desejo, da paixão, da ganância que tenho que sejas só meu!
No beijo do cansaço vou…
Camuflar a perturbação, encolher os ombros, gelar o exterior, vestir-me contrariada!
Já na porta não vou…
Surpreender-me!
 
Amanha sei que vou…
Alimentar os meus dias com a recordação do teu beijo, duvidar dum novo amor porque a tua sombra persegue-me devastadora, deitar-me com ânsia de imaginar um reencontro!
 
Depois quero…
Retornar para te amar mais uma vez!
música: Au Revoir Simone Don't See The Sorrow

Inventado por alexiaa às 15:52
link do post | comentar | ler comentários (27) | favorito
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Um beijo ardente!

 

Inerte…Já há algum tempo que Clara acordava apática e triste, conformada e torturada.

O simples gesto de sair da cama era algo que lhe causava dor e que lhe fomentava um estar permanente de indolência.
O médico tinha-lhe diagnosticado uma depressão mas sinceramente Clara não acreditava nessas coisas e encarava tamanha letargia como uma característica da sua personalidade, como o seu maior defeito.
Ainda hoje quando conversamos acho graça à forma como ela assume o seu temperamento preguiçoso e o culpe da sua inutilidade.
Durante anos as coisas fluíram para Clara duma forma tão fácil que sempre despertou nos outros uma curiosidade muitas vezes traduzida em comentários sarcásticos, mas a sua postura alegre e descontraída faziam com que rapidamente revertesse alguns sentimentos de inveja em amizades profundas.
Namorou muito e sem consequência. A primeira vez que percebeu o que eram sentimentos andou dois dias absorta e um pouco macambúzia mas depressa ultrapassou a experiência encolhendo os outros e concentrando-se em fazer os outros rir!
Chamava-se Paulo. Era um pouco mais velho e achou graça tanto à sua vivacidade como à sua pressa de viver. Em poucos dias começaram um namoro que dava a Clara uma sensação de importância assente nas características maduras de Paulo.
Paulo pertencia a outro grupo. Era giro e com pinta, irreverente e aparentemente arrojado. Vestia sempre um blusão de ganga coçado na gola, umas calças velhas e descaídas que lhe davam um ar patife e um pouco ilegal e que contrastavam na perfeição com as roupinhas imaculadas de Clara.
O namoro durava há uma semana e uma tarde Paulo subiu para a visitar aproveitando o facto dela ser uma miúda com pais trabalhadores e um pouco ausentes!
Sentaram-se na sala e iniciaram como sempre um momento de paixão intenso mas também um pouco pueril.
O beijo não tinha fim, a única coisa que mudava eram as mãos dele suaves e recatadas de início, atrevidas e quentes a meio, decididas e frenéticas num final surpreendente.
A verdade é que Paulo fez com que Clara se viesse assim que lhe introduziu os dedos na vagina e a sensação que este primeiro orgasmo lhe causou ficou para sempre marcado na sua memória!
Quando falámos pela primeira vez sobre este dia senti-me uma espécie de terapeuta sexual, tentando entender a todo o custo o porque daquele momento lhe ter causado tanta vergonha e tanta culpa.
O certo é que aquilo foi determinante para aquele namoro em questão e provavelmente para os outros que se lhe seguiram...
 
música: Hot Chocolate, It Started With A Kiss

Inventado por alexiaa às 14:54
link do post | comentar | ler comentários (32) | favorito

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter