Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Um dia destes prometo comer, vestir-me, dormir e até foder como uma pessoa comum!

A propósito dum comentário e da minha resposta no post do segundo ano:

Não adianta insinuarem para os mails que a resposta é ordinária, que disfarço com os meus textos uma postura vulgar, que encubro atrás de palavras intensas uma atitude promíscua!

A realidade é que esta resposta em particular foi uma espécie de caricatura mas poderia não o ter sido. Porque provavelmente já fiz tudo o que ali esta descrito, porque mesmo que não o tenha feito não me incomoda que pensem que o tenha feito!

Por vezes escarrapacho a minha vida. Por vezes vivo-a duma forma discreta!

É assim que as coisas são, é assim que sempre serão…

Há dias em que ofensas me fazem rir, outros dias que fico fodida!

Reajo assim desde que me conheço, dificilmente será de outra forma…

Quando me sinto desconsiderada nas minhas opções alterno entre o total desinteresse e uma súbita vontade de retaliar.

Problemático será arrancarem-me algo previsível, eu manipulo quem me desafia e nunca o contrario!

Uma mesma atitude de ignorância, de hipocrisia ou de moralismo desperta em mim indiferença ou vontade de responder!

Nunca vou condicionar uma atitude minha pela provocação, esta é que será sempre limitada pela minha disposição!

 
Esclarecido este assunto estou disponível para responder a dúvidas sobre a forma como levo a minha vida…pelo menos hoje é assim, provavelmente amanha nem me lembro deste assunto e vou ficar tremendamente indignada se alguém me colocar uma questão.
 
música: Pulp

Inventado por alexiaa às 20:44
link do post | comentar | ler comentários (54) | favorito
Domingo, 16 de Dezembro de 2007

Falling

Clara saiu de cabeça baixa sentindo-se vulgar e desnecessária!
Caminhou até ao carro de forma trôpega, os sentidos misturados, as lágrimas teimosas, uma vergonha imensa!
Assim que se sentou ao volante percebeu que tão depressa não iria conseguir sair dali, as mãos trementes esfregavam-lhe a cara com vigor revoltadas com a expressão de amor que tinha acabado de devotar a…ELE!
As pernas que O entrelaçaram minutos antes estavam agora cruzadas e inquietas, arrependidas duma prontidão ridícula!
A mente…(ai a mente embaraça-me o relato), a desilusão perante a fraqueza arrastavam-lhe os pensamentos por resoluções implausíveis, por uma entrega acomodada, por um banho de mar final! Vagueava indecisa e desvairada por opções efémeras, nada lhe dava a garantia de estar a agir correctamente, em nada conseguia acreditar ser bem sucedida!
Baixou a cabeça em cima do volante e abanou-a negativamente, não era possível ter chegado ao ponto de se sentir tão supérflua na vida de alguém, não se lembrava de ter sonhado um dia com um amor assim, não tinha percebido até aquele instante o quanto tinha permitido que a fizessem sentir igual a tantas outras que nunca entregam e reclamam a alma no amor!
No peito de Clara crescia uma mágoa insuportável de guardar, uma sensação de pesar que se reflectiram no corpo como uma autêntica dor física! E aqui desabou num choro previsível e sonoro, em soluços agonizantes e inevitáveis.
(Estou certa de a ouvir soltar palavras de desespero, lembro-me de tapar os ouvidos incomodada com a agressividade daquele sofrimento!).
E quando ele voltar a pedir que o abrace? E quando voltar a dizer que me ama?
( Sim…estou certa de a ouvir questionar-se sobre isto, estou certa porque as duvidas dela começavam agora a atormentar os meus diferentes contextos)
Terei força para o recusar? Serei lúcida de forma a não o acreditar?
Fraquejo consciente e sujeito-me a arriscar? Entrego-me desprovida de expectativas?
Abraço-o…morro…digo amo-te…mergulho…
(A Clara incomoda-me. Parece um espelho de sentimentos que tenho comedidos, que todos temos de forma menos intensa. A Clara é dramática e…desperta-me vontades embrenhadas bem lá no fundo do cérebro)
 
 
 
música: Julee Cruise

Inventado por alexiaa às 21:02
link do post | comentar | ler comentários (27) | favorito

O minimo sobre mim

Estas são as Ultimas

Aos sonhos que vão diminu...

Even...

Revivendo uma invenção!

Quase por encomenda...:))...

Tenho pena de não ter mem...

Não me ames…ambiciona-me!

(Re)Invenções antigas

Setembro 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Colocado em finais de Abril de 2006

Free Web Counter
hit Counter